Sobre

Princípio(s) Ativo(s)

  • Dexametasona

Classificaçāo

Anti-inflamatório Esteroidal, Antialérgico

Receita

Receita Simples

Espécies

Cães e Gatos

COMPOSIÇÃO

Cada comprimido contém:


Acetato de dexametasona 0,5 mg

Excipiente q.s.p. 200 mg

ARMAZENAMENTO

O produto deve ser mantido na embalagem original até a completa utilização, entre 15 e 30ºC, ao abrigo da luz solar, umidade e calor, fora do alcance de crianças e animais domésticos.

Registro no mapa

Licenciado no Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento sob o nº 9.036 em 02/02/2005.

Responsável técnico

Dr. Alan Fioroni Kastein CRF-SP 31640.

Apresentações e concentrações

Apresentações e concentrações

  • - V-Cort Comprimidos 0,5 mg, comprimido (20 un)

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

Como antirreumático, anti-inflamatório e antialérgico para cães e gatos nos tratamentos de dermatoses (Eczema de verão: sistêmica ou atópica), nas artrites agudas e estados de estresse.

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

Não administrar o produto em animais portadores de Nefrite Crônica, Síndrome de Cushing, tuberculose e infecções virais no estágio virêmico. Animais portadores de insuficiência cardíaca, diabetes e osteoporose devem ser monitorados durante o tratamento.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Não administrar o produto em animais gestantes.

Administração e doses

Via(s)

Oral

Videos da(s) via(s)

FREQUÊNCIA DE UTILIZAÇÃO

12 - 24 horas

DURAÇÃO DO TRATAMENTO

7 dias

Doses

Recomendado

Cães

0,5 - 3 comprimido / animal

Gatos

0,5 - 1 comprimido / animal

OBSERVAÇÕES

O produto deve ser administrado até que seja alcançada a resposta terapêutica. A partir daí, diminuir gradativamente a dose: em média o correspondente a 1/4 de comprimido, que equivale 0,125 mg/dia. O Médico Veterinário deve estabelecer uma dose segura, de manutenção. Após 7 dias de tratamento, não sendo notada qualquer resposta terapêutica, o diagnóstico deve ser revisto.

Interações medicamentosas

Anfotericina B

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Hipocalemia

Conduta

Evitar o uso

Anticoagulantes

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido dos Anticoagulantes

Mecanismo de Ação

Desconhecido

Conduta

Evitar o uso

Carprofeno

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Úlceras gastrintestinais e toxicidade renal

Conduta

Evitar o uso

Cetoconazol

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Dexametasona, levando a toxicidade

Mecanismo de Ação

Inibição do metabolismo da Dexametasona e diminuição da sua eliminação

Conduta

Ajustar dose

Ciprofloxacina

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aumenta o risco de ruptura de tendão

Mecanismo de Ação

Desconhecido

Conduta

Evitar o uso

Decanoato de Nandrolona

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aumento da formação de edema

Conduta

Evitar o uso

Fenitoína

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido da Dexametasona

Mecanismo de Ação

Aumento do metabolismo da Dexametasona, aumentando sua eliminação hepática

Conduta

Ajustar dose

Fenobarbital

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido da Dexametasona

Mecanismo de Ação

Aumento do metabolismo hepático da Dexametasona

Conduta

Evitar o uso

Hidróxido de Alumínio

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido dos Corticosteróides

Mecanismo de Ação

Desconhecido

Conduta

Evitar o uso

Praziquantel

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido do Praziquantel

Conduta

Ajustar dose

Rifampicina

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido da Dexametasona

Mecanismo de Ação

Aumento do metabolismo hepático da Dexametasona

Conduta

Evitar o uso

Salicilatos

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido dos salicitados

Mecanismo de Ação

Aumento do metabolismo hepático dos Salicilatos, aumentando sua eliminação renal

Conduta

Ajustar dose

* Aviso Legal - Interações Medicamentosas - O Aplicativo Vet Smart contém informações de interação medicamentosas em geral, que foram levantadas por pesquisa realizada pelo próprio Vet Smart, de modo que as informações médicas e sobre medicamentos não é um aconselhamento médico veterinário e não deve ser tratado como tal. Portanto, a Vet Smart não garante nem declara que a informação sobre tratamentos médicos veterinários ou interações medicamentosas do Aplicativo Vet Smart: (A) estará constantemente disponível, ou disponíveis a todos; ou (B) são verdadeiras, precisas, completas, atuais ou não enganosas.

Farmacologia

FARMACODINÂMICA

A Dexametasona difunde-se através das membranas celulares e forma complexos com os receptores citoplasmáticos específicos. Estes complexos penetram no núcleo da célula, unem-se ao DNA e estimula a transcrição do mRNA e posterior síntese de enzimas, que são as responsáveis por dois tipos de efeitos dos corticosteróides sistêmicos. Estes agentes podem suprimir a transcrição do mRNA em algumas células (por ex.: linfócitos). Como anti-inflamatório esteróide, inibe o acúmulo de células inflamatórias, incluindo Macrófagos e Leucócitos na zona de inflamação. Inibe a fagocitose, a liberação de enzimas lisossômicas e a síntese ou liberação de alguns mediadores químicos da inflamação. Como imunossupressor, reduz a concentração de Linfócitos dependentes do Timo, Monócitos e Eosinófilos. Diminui a união das imunoglobulinas aos receptores celulares da superfície e inibe a síntese ou liberação de interleucinas, e reduz a importância da resposta imune primária. Estimula o catabolismo proteico e induz o metabolismo dos aminoácidos. Aumenta a disponibilidade de Glicose. Há indícios de ação vasoconstritora adicional no local inflamado.

FARMACOCINÉTICA

Após a administração oral, a Dexametasona liga-se primeiramente às globulinas, tendo a meia vida longa (superando 24 horas) e sua metabolização é essencialmente hepática, sendo a seguir excretada pelos rins.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Não administrar o produto em animais gestantes.

Estudos

Não há nenhum estudo relacionado à este produto.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Distribuidores

Este produto ainda não tem distribuidores

Referências Bibliográficas

Este produto ainda não tem Referências/Literatura Recomendada.